Abr 29



Com muita preocupação, os sindicalistas de várias classes profissionais participantes do Comitê de Enlace da UNI Brasil, que se reuniram na última semana, na sede do Secretariado Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços, discordaram abertamente do processo de abertura de impeachment da presidente Dilma Rousseff, votado pela Câmara dos Deputados. Gráficos e muitas outras categorias participam do Comitê. A preocupação agora é com os desdobramentos políticos do impedimento, que poderão trazer projetos para tirar direitos trabalhistas preexistentes. O Comitê também discutiu outros temas: Entre eles: a sua organização para participar da 5ª Conferencia Regional UNI Américas em dezembro na Colômbia; a possibilidade do intercambio entre os comitês de enlace da Argentina e do Brasil; e a próxima reunião do comitê na Paraíba.

"O assunto mais abordado na reunião foi sobre a organização do comitê para participar da 5ª Conferencia Regional UNIAméricas", diz Sueli Reis, dirigente do Sindicato dos Gráficos de Santos e integrante do Comitê de Mulheres da Confederação dos Trabalhadores Gráficos do Brasil. Este é o maior evento da UNI a nível das Américas e demanda organização. A conferência será realizada entre os dias 4 e 9 de dezembro na cidade de Medellín – Colômbia. Os sindicalistas deste país tem enfrentado grande perseguição do capital e muitos já foram até assassinatos.

A possibilidade de haver um intercâmbio entre os Comitês de Enlace da UNI dos países da Argentina e do Brasil foi também bastante discutido durante na reunião, que contou com a presença de sindicalista gráficas de Santos e de Barueri/Osasco. A ideia é convidar os/as sindicalistas do comitê argentino para participar do 1º Encontro de Intercâmbio. Já tem até data prevista para o evento. A intenção é realizar nos dias 14 e 15 de junho na sede do SENTRACOS. Planeja-se aproveitar a presença dos/as estrangeiros para que visitem as entidades sindicais que compõem o conselho de enlace brasileiro.

Outro ponto de pauta foi sobre a próxima reunião do Comitê de Enlace da UNI Brasil. Ficou definido que será realizado no dia 22 de junho na cidade de João Pessoa, na Paraíba. Também foram definidos os temas a serem abordados no encontro. São eles: financiamento sindical, E-social e conjuntura Internacional.

escrito por admin

Abr 27



Representantes das trabalhadoras gráficas, comerciárias, publicitárias, bancárias e as profissionais da área de asseio e conservação definiram a organização da 6ª Oficina de Formação da Rede Mulher da UNI Brasil. A rede é um grupo feminino nacional de diversas categorias vinculadas à organização intersindical planetária (UNI Global). A ex-coordenadora da Rede Mulher UNI Brasil, a sindicalista gráfica Sueli Reis, dirigente do Sindicato dos Gráficos de Santos e integrante dos comitês Feminino da Federação de São Paulo (FTIGESP) e da Confederação Nacional dos gráficos (CONATIG), participou do reunião no último dia 13, no Sindicato dos Comerciários de São Paulo. Os temas da oficina já foram definidos.

"Foi muito produtivo e já definimos todos os temas e a data de realizada da 6ª oficina de formação de gênero voltado ao movimento sindical", diz Reis. O evento será realizado entre os dias 5 e 8 de junho na Colônia de Férias do Sindicato Paulista dos Comerciários, em Praia Grande, litoral do Estado. Cinco temas serão abordados. São eles:Sexualidade, trabalho descente com enfoque nas mudanças atuais na previdência social, violência contra a mulher, desdobramentos da Lei Maria da Penha e, compreendendo gênero da esfera pessoal à política.

Também foi definido o número de participantes por cada órgão sindical. Será permitido a inscrição de até 10 representantes.O convite será feito a todas as entidades filiadas à UNI e às centrais sindicais. A 6ª oficina de Formação da Rede Mulher da UNI Brasil é voltada para mulheres, mas também para homens e jovens de ambos os sexos. A CONATIG é filiada à UNI. Na verdade, o presidente da CONATIG, Leonardo Del Roy ocupa a vice-presidência do órgão global e convida os/as sindicalistas gráficas a participarem deste grande evento de formação nacional.

escrito por admin

Mar 10
LEIS E DIREITOS
Muitos direitos que temos não são divulgados.
E são nossos direitos !
LEIS FEDERAIS
Lei 11664/08
Garante a Mamografia às mulheres a partir de 40 anos pelo SUS:
Dispõe sobre a efetivação de ações de saúde que assegurem a prevenção, a detecção, o tratamento e o seguimento dos cânceres do colo uterino e de mama, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS.
Veja a Lei na Íntegra:

Lei 8922/94
Saque do FGTS e PIS:
Portador de Câncer ou possuidor de dependente (junto ao INSS ou Imposto de Renda) igualmente possuidor, poderá sacar o FGTS e PIS.
Veja como sacar o FGTS:
Veja como sacar o PIS:.
Veja a Lei na Íntegra:


Ler mais...

escrito por jorge

Mar 09
Lei Maria da Penha
A Lei Maria da Penha completa uma década neste ano, mas o Brasil ainda é o quinto País mais perigoso para as mulheres.
A mudança de comportamento é um desafio no combate a violência contra elas.
Você pode ajudar
Saiba como combater os diversos tipos de violência contra a mulher
*Não seja cúmplice – Não participe de conversas para manchar a imagem de mulheres e não compartilhe fotos ou difamações nas redes sociais.
*Busque Ajuda – Procure amigos e grupos que oferecem apoio e orientação às vítimas como o Projeto Raabe.
*Denuncie – Chame a polícia, v a uma delegacia ou faça uma denuncia anônima telo telefone gratuito 180.
*Não é Não – Se uma mulher diz que não quer fazer algo, respeite e não insista. Forçar a beijar ou a pratica de sexo são tipos de violência sujeitas às penalidades previstas na Lei.
* Não Confunda – Cantadas ofensivas, piadas, ameaças e xingamentos na internet também são formas de violência.
* Ensine – Se você tem crianças na família ou filhos explique a eles a importância de respeitar homens e mulheres.
* Ofereça Ajuda – Dê apoio e informações à vítima e mostre que ela não esta sozinha.


escrito por jorge

Mar 08

O setor gráfico da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, é formado fundamentalmente por pequenas empresas do ramo. Existe um maior número delas em Santos, mas há gráficas e funcionários distribuídos por grande parte das cidades da região, mas sempre em pequeno número de trabalhadores por empresa e geralmente distantes umas das outras.
Ler mais...

escrito por admin

Ir para a página 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  Última